Plano Estratégico (11)

Segunda, 29 Fevereiro 2016 18:17

Planejamento Estratégico do TRT10

Introdução

O Plano Estratégico do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região para o sexênio 2021 – 2026 foi elaborado em conformidade com as determinações da Resolução nº 259/2020 do Conselho Superior da Justiça do Trabalho. 

O Plano Estratégico do TRT 10 está totalmente alinhado ao Plano Estratégico da Justiça do Trabalho, formalizado no Ato CSJT nº 34/2021, e à Estratégia Nacional do Poder Judiciário, estabelecida na Resolução nº 325/2020 do Conselho Nacional de Justiça, especialmente no que tange aos macrodesafios neles delineados.

O Plano Estratégico do TRT 10 é formulado e gerido com o auxílio da ferramenta Balanced Scorecard – BSC, mundialmente reconhecida por sua capacidade de facilitar o raciocínio estratégico e o monitoramento do avanço entre o que foi planejado, a execução do planejamento e os resultados alcançados.

As boas práticas do BSC preconizam a utilização de um instrumento acessório ao Plano Estratégico, o mapa estratégico, representação que serve para comunicar rapidamente a estratégia da organização, descrevendo, de forma gráfica, o conjunto de hipóteses de relação de causa e efeito entre os elementos estratégicos estabelecidos. Tratam-se de hipóteses porque são relações projetadas com base em uma previsão do futuro, que sempre pode se modificar.

Os elementos integrantes do Mapa Estratégico são a Missão, a Visão de Futuro, os Valores Organizacionais e os Objetivos Estratégicos.

Quanto à disposição dos elementos no Mapa Estratégico do TRT 10, na parte inferior do mapa estão organizados os objetivos estratégicos, em 3 perspectivas, de baixo para cima: Aprendizado e Crescimento (Condições de gestão), Processos Internos (Resultados da atividade finalística) e Sociedade (Resultados para o usuário dos serviços de justiça). Os objetivos são traçados a fim de impulsionar os elementos localizados na parte superior do mapa, em uma posição direcionadora de todo o esforço que se pretende empreender. Dessa forma, os objetivos devem alavancar o cumprimento da Missão da instituição, sendo balizados pelos Valores institucionais, na busca por alcançar a Visão de Futuro, que focaliza a entrega de resultados para a sociedade.

Em consonância com o Plano Estratégico da Justiça do Trabalho, para o primeiro ano de gestão são tidas como obrigatórias, integrantes desse plano, as sete metas nacionais aprovadas no XIV Encontro Nacional do Poder Judiciário, realizado em novembro de 2020. A partir de 2022, poderão ser incrementadas outras metas nacionais além das aprovadas anualmente.

Além dessas metas e seus respectivos indicadores, são adotados indicadores pertencentes à cesta de indicadores estratégicos da Justiça do Trabalho, como definido no Ato CSJT nº 34/2021.

Ainda, adicionaram-se alguns indicadores próprios, relevantes para o acompanhamento da estratégia do TRT 10.

A seguir, está demonstrado o Mapa Estratégico do TRT 10 e, mais adiante, estão descritos os elementos estratégicos.

 

Mapa Estratégico do TRT10

 


 

 


Missão

Conceito: declaração que sintetiza a essência, a razão de existir da organização, norteia a tomada de decisões, orienta a definição de objetivos e auxilia na escolha das estratégias.

 

 

Missão do TRT10:

Realizar Justiça, no âmbito das relações de trabalho, contribuindo para a paz social e o fortalecimento da cidadania.

 

 


 

Visão de Futuro

Conceito: o que a organização pretende ser no futuro ao considerar as oportunidades futuras, as aspirações e o reconhecimento dos públicos interno e externo.

 

 

Visão de Futuro do TRT10:

Ser reconhecido perante a sociedade como instrumento de justiça célere, efetiva e comprometida com a responsabilidade socioambiental e com a garantia dos direitos decorrentes das relações de trabalho, com a valorização das pessoas e da cultura da paz, gerando valor social.

 

 


 

Valores

Conceito: princípios compartilhados, convicções dominantes, elementos motivadores das ações das pessoas, os quais contribuem para a unidade e a coerência do trabalho.

 

 

 

Valores do TRT10:

  1. Acessibilidade: Garantir o direito constitucional do cidadão de acesso ao Judiciário.
  2. Agilidade: Buscar o cumprimento da Missão e solucionar problemas do modo mais eficaz possível.
  3. Comprometimento: Assegurar à sociedade o comprometimento institucional, de magistrados e servidores com a missão do TRT 10.
  4. Efetividade: Alcançar resultados positivos em suas ações e objetivos.
  5. Eficiência: Produzir corretamente, utilizando os recursos disponíveis da melhor forma possível e com o menor custo.
  6. Ética: Agir com honestidade e integridade em todas as suas ações e relações.
  7. Inovação: Buscar soluções inovadoras para a melhoria da prestação jurisdicional e acompanhar as tendências de modernidade, evidenciando-se a criatividade e quebra de paradigmas.
  8. Respeito à diversidade: Aceitar as diferenças individuais, facilitando as relações, derrubando barreiras desnecessárias, evitando sofrimento e constrangimento e melhorando o ambiente.
  9. Segurança Jurídica: Atribuir maior previsibilidade e estabilidade possível às relações humanas.
  10. Sustentabilidade: Assegurar que as ações e as atividades que visem suprir as necessidades do presente não comprometam as gerações futuras.
  11. Transparência: Dar ampla divulgação aos normativos e definir parâmetros que possibilitem o alinhamento interno e o direcionamento da Instituição, possibilitando a convergência das ações.
  12. Valorização das pessoas: Incentivar a melhoria contínua do relacionamento, bem-estar e satisfação pessoal e profissional.
  13. Visão Sistêmica: Buscar enxergar e compreender o todo do Tribunal por meio da análise das partes que o formam, reconhecendo como processos e práticas se integram e geram impactos umas às outras.
  14. Meritocracia com igualdade de condições: Valorizar o mérito como instrumento de gestão isonômica, considerando o contexto organizacional e a igualdade de condições e oportunidades.
  15. Integração: Mobilizar e integrar permanentemente as pessoas no âmbito institucional.
  16. Responsabilidade Socioambiental: Atuar para a promoção da cidadania e para o uso racional de recursos naturais e bens públicos por meio de práticas sustentáveis.
  17. Independência Judicial: Valorizar a independência judicial interna e externa como pilar da segurança jurídica e de um ambiente constitucional favorável à autonomia dos poderes.
  18. Respeito à Constituição: Assegurar um ambiente administrativo e jurisdicional de respeito máximo aos valores e princípios constitucionais da Carta de 1988.

 

 

 


 

Sexta, 08 Março 2019 14:41

Mapa Integrado

O Mapa Integrado apresenta as iniciativas e os projetos estratégicos estruturados em razão dos objetivos estratégicos, que por sua vez se organizam em Princípios Fundamentais da Visão.

 

Planejar estrategicamente é elaborar um plano de ações prioritárias a serem executadas pela organização para focar sua energia e atenção na direção desejada. A estratégia é como nós vamos atingir o resultado. Para saber mais sobre Planejamento Estratégico, clique aqui.

O Plano Estratégico do TRT 10 foi elaborado para seis anos - 2015-2020 - e aprovado pelo Tribunal Pleno. Nele encontramos:

Planejamos para construir o futuro!


Missão

   Missão é a declaração de propósito amplo e duradouro, que individualiza e distingue a razão de ser da organização, definindo elementos essenciais de sua identidade institucional. Busca responder às seguintes perguntas:

  • Para qual propósito existimos como instituição?
  • Em qual contexto estamos inseridos?
  • Que valor o TRT10 oferece para a sociedade?

 

 

Missão do TRT10:

Solucionar os conflitos, no âmbito das relações de trabalho, de forma célere, imparcial e efetiva, fortalecendo a cidadania e contribuindo para a paz e o desenvolvimento social.

 

 


 

Visão de Futuro

A Visão de Futuro refere-se à imagem instigante do futuro desejado coletivamente para a organização num dado horizonte de tempo, geralmente de longo prazo. Trata-se de um conjunto compartilhado de intenções estratégicas, desafiantes, porém plausíveis, relativas a esse futuro.

  • Leva-nos às seguintes reflexões:
  • Como será o TRT10 no futuro?
  • Para onde queremos ir?
  • O que queremos, como instituição, alcançar a médio e longo prazo?

 

 

Visão de Futuro do TRT10:

Ser instituição modelo de integração organizacional, com foco em boas práticas administrativas e judiciais,
e na valorização das pessoas, objetivando a melhor prestação jurisdicional.

 

 


 

Valores

Quais são os Valores do TRT10?

Valores são crenças, costumes e ideias em que a maioria das pessoas da organização acredita. Eles permeiam todas as atividades e relações existentes na organização e desta com os clientes. Constituem uma fonte de orientação e inspiração no local de trabalho. São elementos motivadores que direcionam as ações das pessoas na organização, contribuindo para a integração e a coerência do trabalho.

 

 

Valores do TRT10:

 

    1. Acessibilidade: Garantir o direito constitucional do cidadão de acesso ao Judiciário.

    2. Comprometimento: Assegurar à sociedade o comprometimento institucional, de magistrados e servidores com a missão do TRT 10.

    3. Ética: Agir com honestidade e integridade em todas as suas ações e relações.

    4. Efetividade: Alcançar resultados positivos em suas ações e objetivos.

    5. Respeito à Pessoa Humana: Pautar suas ações com estrita observância ao princípio da dignidade da pessoa humana, entendido como valor supremo que atrai todas as demais garantias constitucionais.

    6. Responsabilidade Socioambiental: Atuar para a promoção da cidadania e para o uso racional de recursos naturais e bens públicos por meio de práticas sustentáveis.

    7. Inovação: Buscar soluções inovadoras para a melhoria da prestação jurisdicional e acompanhar as tendências de modernidade, evidenciando-se a criatividade e quebra de paradigmas.

    8. Participação: Fomentar a contribuição das pessoas, estimulando o sentimento de pertencimento à 10ª Região e de sua importância nas decisões e ações institucionais.

    9. Qualidade de Vida: Promover e zelar pela saúde e qualidade de vida das pessoas.

    10. Transparência: Dar ampla divulgação aos normativos e definir parâmetros que possibilitem o alinhamento interno e o direcionamento da Instituição, possibilitando a convergência das ações.

    11. Desenvolvimento de Pessoas: Ter pessoas capacitadas, comprometidas e felizes na instituição.

    12. Integração: Mobilizar e integrar permanentemente as pessoas no âmbito institucional.

    13. Meritocracia: Valorizar o mérito como instrumento de gestão isonômica, considerando o contexto organizacional.

 

 

 


Objetivos Estratégicos

Objetivos estratégicos são os resultados que a organização pretende atingir em cada uma das perspectivas da sua estratégia daqui a 5 anos. Funcionam como sinalizadores dos pontos de atuação onde o êxito é fundamental para o cumprimento da missão e o alcance da visão de futuro. A noção é focar/priorizar para avançar.

 

 

Objetivos do TRT10:

  

    1. Criar e fomentar políticas e ações para uma prestação jurisdicional célere e de qualidade.

    2. Estimular o surgimento e a adoção de boas práticas de efetividade da execução.

    3. Equalizar a força de trabalho entre primeiro e segundo graus, proporcionalmente à demanda de processos.

    4. Consolidar a responsabilidade socioambiental na 10ª Região.

    5. Melhorar a comunicação institucional.

    6. Melhorar a qualidade e segurança das instalações.

    7. Fortalecer os processos de governança.

    8. Melhorar a qualidade do gasto público.

    9. Promover a melhoria da gestão de pessoas, da saúde e da qualidade de vida.

    10. Estimular a integração e a visão sistêmica.

    11. Aprimorar a infraestrutura e a governança de TIC.

 

 

Mapa Estratégico do TRT10

 

 

Metas

 

 

 

Terça, 27 Julho 2021 17:22

Planos Estratégicos de Anos Anteriores

Planos Estratégicos do TRT 10:

Sexta, 11 Janeiro 2019 15:14

Plano de Logística Sustentável

   

     Logística sustentável é o processo de coordenação do fluxo de materiais, de serviços e de informações, do fornecimento ao desfazimento, que considera a proteção ambiental, a justiça social e o desenvolvimento econômico equilibrado.

    O Plano de Logística Sustentável - PLS é um instrumento de gestão institucional que define práticas de sustentabilidade, de forma integrada e transversal, que permitirão ao TRT 10ª Região minimizar o impacto socioambiental de suas atividades, com melhoria do gasto de recursos públicos.

    Elaborado em alinhamento ao Plano Estratégico do Tribunal, ao qual estará vinculado em caráter permanente, o PLS contém objetivos, responsabilidades, metas, ações, prazos de execução, mecanismos de monitoramento e avaliação, de forma a incorporar a sustentabilidade à gestão da Instituição.

 

Terça, 19 Janeiro 2016 18:15

O que é Planejamento Estratégico


Em resumo, pode-se dizer que é o processo de analisar uma organização sob vários ângulos, definindo seus rumos por meio de um direcionamento que possa ser monitorado nas suas ações concretas, utilizando-se, para tanto, de um instrumento denominado “plano estratégico”.


Sobre a Gestão Estratégica


Em Administração, alguns aportes metodológicos e conceituais têm provado seu valor, ainda que sejam reinventados com a prática ao longo do tempo. A gestão estratégica é um deles.
Segundo o dicionário Houaiss, estratégia significa “a arte de aplicar com eficácia os recursos de que se dispõe ou de explorar as condições favoráveis de que porventura se desfrute, visando ao alcance de determinados objetivos”. Já o dicionário Michaelis define estratégia simplesmente como “a arte de dirigir coisas complexas”.
Ambas as definições conferem um tratamento de “arte” para a imprescindível tarefa de buscar direcionar todo o conjunto de recursos organizacionais - representados nos esforços das pessoas (dons, talentos, interesses e aptidões naturais) e na aplicação dos meios materiais disponíveis para fazer o que a empresa faz - para o alcance de um desejo coletivo quanto ao futuro daquele “grupo de pessoas com um propósito” - que é a própria definição de organização.


A Gestão Estratégica na Administração Pública


A área pública tem sido colocada em xeque pela sociedade com relação às respostas que lhes são exigidas.  O cidadão-usuário demanda padrões de excelência nos serviços oferecidos, exercendo seu direito de cobrar presteza no atendimento aos anseios sociais e no cumprimento da missão das instituições. Além disso, as organizações públicas não puderam crescer em tamanho o suficiente para acompanhar o ritmo do crescimento populacional do país. O incremento da demanda tanto qualitativa quanto quantitativamente no setor público é fato inegável.
Como dar cabo da tarefa de responder adequadamente a esses (quase) novos  desafios?
Muitas organizações públicas, ao se depararem com a dificuldade de mobilizar seus esforços, direcionando-os para a efetiva melhoria dos serviços oferecidos, têm optado por definir um plano estratégico. Gerir estrategicamente uma organização pública significa, nos dias de hoje, a possibilidade mais tangível, e talvez a única, de atingir os objetivos institucionais pretendidos.

 

O Plano Estratégico


A gestão estratégica trata em primeiro lugar da formulação de estratégias que determinem rumos ou formas de atingir objetivos. Essas estratégias são geralmente reunidas e descritas em um plano estratégico, que, por sua vez, é concebido didaticamente a partir de uma análise de cenários, culminando com a elaboração de uma matriz que elucide ameaças e oportunidades, sob os pontos de vista interno e externo à organização.
O plano estratégico será consubstanciado, então, num instrumento esclarecedor quanto:
- à missão - para que servimos, qual é nossa razão de ser;
- à visão - onde queremos chegar como instituição;
- aos valores - quais são nossas premissas quanto às atitudes para alcançar nossa visão;
- à estratégia - como faremos para alcançar nossa visão e
- aos desdobramentos da estratégia - as grandes ações que precisamos conduzir e que comporão a estratégia, isto é, os objetivos estratégicos.
A estratégia deverá desdobrar-se também indicando as competências organizacionais, ou seja, quais são as capacidades que possuímos coletivamente, ou que precisaremos desenvolver, para podermos alcançar nossa visão.

 

O que é Alinhamento Organizacional?

É o alinhamento de todas as unidades e pessoas, em todos os níveis hierárquicos, com relação à missão, à visão de futuro, aos objetivos estratégicos e às metas, além das atribuições institucionais, desdobramentos e monitoramento do desempenho. Significa colocar todos os componentes da organização voltados na direção apontada pela estratégia, transformando-a em tarefa de todos.

Com o alinhamento pretende-se que todos os envolvidos tenham uma noção mais precisa do impacto de suas responsabilidades e do seu trabalho para o alcance dos objetivos que temos em comum. E que cada uma das partes da estrutura, sob uma ótica transversal e integradora, contribua de forma que todas as unidades estejam alinhadas e conectadas umas às outras, criando convergência produtiva e colaborativa entre elas. Esse envolvimento é primordial para a efetiva execução da estratégia organizacional. A busca por sinergia entre as diversas unidades pode gerar novos valores antes não percebidos.

 

Considerações Importantes


O plano estratégico nada mais é do que uma consolidação de ideias, que por si só não produzem resultado algum. Ao contrário, é na implementação dessas ideias que a organização vai obter o melhor da estratégia.
É necessário observar também que a estratégia precisa ser constantemente reavaliada e reformulada, pois o processo todo – formulação e implementação – não é construído apenas apoiado em questões concretas, mas é produto de mecanismos altamente complexos.  Isso sem falar nas mudanças bruscas nos contextos dentro e fora da organização,  imprevisíveis, muitas vezes.
Dessa forma, o maior desafio da gestão estratégica está relacionado à sua efetividade prática no alcance dos objetivos organizacionais, isto é, na sua capacidade de movimentar a organização e alinhá-la no sentido da prescrição proposta pelo plano estratégico, com a adaptabilidade que esse processo exige. Como toda função de gestão, isso pressupõe uma dinâmica permanente de planejamento, execução, monitoramento, avaliação, ajustes e reajustes.
 

Veja também:

Terça, 01 Março 2016 16:07

Indicadores

 

Os indicadores são instrumentos de gestão para acompanhar o alcance das metas, identificar avanços, correção de problemas, necessidades de mudanças. Os Indicadores e Metas se dividem em Estratégicos e Gerenciais:

 

I) Indicadores Estratégicos

3. Índice de Acesso à Justiça Itinerante no Tocantins (IAJI‐TO)

4. Índice de Execução (IE)

5. Índice de Redução do Número de Execuções Individuais contra Grandes Devedores (IRGD)

6. Índice de Redução da Desproporção da Força de Trabalho entre Primeiro e Segundo Graus (IRDFT)

7. Índice de Redução de Impacto Ambiental (IRIA)

8. Índice de Satisfação com a Comunicação (ISCOM)

10. Índice de Cumprimento do Plano de Obras (ICPO)

12. iGovGeral

13. Índice de Redução de Inscrição de Restos a Pagar Não‐processados (IRIRPnp)

14. iGovPessoas

16. Índice de Integração e Visão Sistêmica (IIVS)

17. Índice de Satisfação dos Usuários de TI (ISUTI)

18. iGovTIC

19. Incremento no Orçamento de TI (IOTI)

 

 

 II) Indicadores Gerenciais

1. Índice de Processos Antigos (IPA)

2. Índice de Processos Julgados (IPJ)

3. Índice de Ações Coletivas Julgadas (IACJ)

5. Tempo Médio da Duração do Processo – 2ª Instância (TMDP2)

6. Tempo Médio da Duração do Processo – Fase de Conhecimento ‐ 1ª Instância (TMDP1c)

8. Índice de Conciliação – Fase de Conhecimento (ICONc)

12. Índice de concentração de processos dos maiores litigantes (ICP)

13. Índice de Redução do Material de Consumo (IRCM)

14. Índice de Satisfação do Público Interno com as Instalações Físicas (ISPIIF)

15. Índice de Satisfação do Público Externo com as Instalações Físicas (ISPEI)

16. Índice de Percepção Interna e Externa com a Segurança (IPIES)

17. Índice de Execução do Orçamento Disponibilizado (IEOD)

18. Índice de Cancelamento de Restos a Pagar Total (ICRPT)

19. Índice de Qualidade de Vida no Trabalho (IAQVT)

23. Índice de Clima Organizacional (ICO)

Sexta, 22 Abril 2016 16:39

Cartilhas

Terça, 01 Março 2016 15:59

Mapa Estratégico

O mapa estratégico serve para comunicar rapidamente acerca da estratégia da organização. Sua função é descrever, de forma gráfica, as relações de causa e efeito entre os objetivos estratégicos, ou seja, os objetivos e as ações interferem uns nos outros de forma a contribuírem para melhorias e resolverem obstáculos. Assim, o alcance de um objetivo na base do mapa estratégico precede e cria condições favoráveis para o alcance de outro objetivo.

 

Sexta, 28 Dezembro 2018 16:26

Objetivos Estratégicos

Objetivos estratégicos são os resultados que a organização pretende atingir em cada uma das perspectivas da sua estratégia daqui a 5 anos. Funcionam como sinalizadores dos pontos de atuação onde o êxito é fundamental para o cumprimento da missão e o alcance da visão de futuro. A noção é focar/priorizar para avançar.

 

 

Objetivos do TRT10:

  

 

 

 

CONTATO

Coordenadoria de Governança e Gestão Estratégica - CDGES

Endereço: Setor de Autarquias Sul, Quadra 1, Bloco "D", Anexo I, Sala 303
               Ed. TRT 10 - Brasília/DF
               CEP: 70097-900

Telefones: (61) 3348-1486 / 3348 1344

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 

MAPA DO SITE