Quinta, 31 Janeiro 2019 15:48

OBJETIVO ESTRATÉGICO 8

OBJETIVO ESTRATÉGICO 8

Objetivo Estratégico 8:   Melhorar a qualidade do gasto público.

Descrição: Identificar e utilizar mecanismos para alinhar as necessidades orçamentárias, de custeio, de investimentos e de pessoal ao aprimoramento da prestação jurisdicional, atendendo aos princípios constitucionais da administração pública. Desenvolver uma cultura de otimização de recursos públicos e de  redução do desperdício.

INICIATIVAS ESTRATÉGICAS

Área
Respon

Denominação

Descrição

Processo SEI

Data
criação

1

SCTRA

Adequação da frota de
 veículos oficiais

Apresentar com objetividade soluções mais vantajosas para a Administração que não comprometam a prestação dos serviços e reduza os gastos inerentes a atividade de transporte, como UBER, TÁXIGOV, TERCEIRIZAÇÃO COMPLETA DA FROTA dentre outras opções.

- - - - -

19/09/2018

2

NULOG

Migração do Sistema de Material
 e Patrimônio da 24ª Região

O referido sistema trará,indubitavelmente, significativa melhoria na produção de informações gerenciais, seja no controle de bens de consumo (Almoxarifado), seja no de bens permanentes (Cadastro de Bens), e no trato com os usuários dos sistema (depositários, dentre as quais podemos destacar os principais resultados almejados:
    * Software integrando os sistemas atuais num único produto;
    *Documentação completa do projeto;
   * Experiência de utilização mais intuitiva;
   * Maior consistência das informações;
    *Baixo acoplamento; e
   * Menor custo de implantação/instalação.
Importante registrar que esse sistema já foi implantado em 22 (vinte e dois) Regionais com baixo custo, já em produção em 17 Estados.
Nesse sentido, cabe consignar que as tratativas de cooperação técnica já fora tratada nos autos de processo SEI nº 14.0.000008053-6, carecendo, nesta fase, apenas a migração a ser conduzida pela área técnica de TI.

16.0.000002131-1

11/09/2018

3

NULOG

Otimização na logística de material de consumo  destinadas às unidades sediadas no Tocantins.

Propor que as unidades sediadas no TO tenham, em suas edificações, local apropriado para a armazenagem dos materiais de consumo, por um período mínimo de 12 meses,  com intuito de evitar inúmeros deslocamentos para fins de abastecimento periódico (atualmente  realizados trimestralmente).
O controle desses materiais deverá ficar a cargo dos gestores administrativos dos respectivos Foros (Araguaína e Palmas) e dos Secretários de Varas (Gurupi, Guaraí e Dianópolis), ou por quem eles indicarem.
O deslocamento do caminhão  deverá ocorrer no mínimo uma vez  por ano ou semestralmente, com intuito de atender outras demandas (manutenção predial, material permanente, etc).Tal iniciativa dará maior eficiência à logística e mobilização de material de consumo, viabilizando:
1) Redução de estoque no depósito principal;
2) Diminuição com despesas de combustível, manutenção de veículos e diárias com motoristas, propiciando melhoria do gasto de recursos públicos; e
3) Descentralização de planejamento e administração de material pelas unidades envolvidas.

A ser atualizado 

11/09/2018

4

NULOG

Desfazimento de bens inservíveis no âmbito da unidades sediadas no  Tocantins

Criar mecanismos que possibilitem o desfazimento de bens inservíveis no âmbito
das unidades sediadas no Estado de Tocantins, evitando o deslocamento desses bens para Brasília.
Para tanto, será necessário que essas Unidades formalizem o processo de desfazimento, com auxílio do Núcleo de Material e Patrimônio/Seção de Cadastro de Bens, sem prejuízo da observância dos critérios definidos em normativo interno - Portaria PRE-DIGER nº 017/2016 - contidos, em especial, nos artigos 61, 62 e 64,  bem como do Decreto nº 9.373/2018.
Esta ação promoverá:
1) Diminuição com despesas de combustível, manutenção de veículos e diárias com motoristas, propiciando melhoria do gasto de recursos públicos;
2) Redução de estoque no depósito principal;
3) Alcance da satisfação do interesse público ao contemplar outros órgão da administração pública (Federal, Estadual e Municipal) com recursos orçamentários limitados, às vezes,  insuficientes ou inexistentes; e
4) Descentralização de planejamento e administração de material pelas unidades envolvidas.

A ser atualizado

11/09/2018

5

NUCON

Elaboração do Manual de Rotinas e Boas Práticas  do Núcleo de Contratos
(1002310)

Com o objetivo de minimizar os potenciais riscos identificados no Núcleo de Contratos, foram elaborados e executados planos de ação, materializados pela disponibilização, por escrito, aos servidores da Unidade, de um Manual constando as atividades, quando e como fazer, por meio escrito e com figuras ilustrativas.

- - - - -

11/09/2018

6

SEGEP

Desenvolvimento e aprimoramento do Sistema  de faturamento eletrônico e autorizador digital.

Sistema informatizado que auxiliará na gestão mais eficiente e ágil do TRT Saúde 10, garantindo a manutenção da execução financeira adequada.

- - - - -

02/10/2018

7

FTBSB

Geração de energia fotovoltaica para
 o Foro Trabalhista de Brasília

Estudo de viabilidade para implantação de sistema fotovoltaico  como proposta de solução energética para o Foro Trabalhista de Brasília

  18.0.000004223-0

02/10/2018

8

SEORF

Encontro dos Comitês
 Orçamentários

Realização de, no mínimo, 4 encontros do comitês orçamentários de 1º e 2º graus

18.0.000004463-2

03/10/2018

PROJETOS ESTRATÉGICOS

Área
Respon

Denominação

Descrição

Processo SEI

Data
criação

1

SEORF

Sistema Nacional de Custos
da Justiça do Trabalho

Implementação do Sistema Nacional de Custos no âmbito do TRT 10ª Região

18.0.000010641-7

14/11/2018

 

Última modificação em Quinta, 31 Janeiro 2019 15:51

CONTATO

Coordenadoria de Gestão Estratégica - CDEST

Endereço: Setor de Autarquias Sul, Quadra 1, Bloco "D", Anexo I, Sala 303
               Ed. TRT 10 - Brasília/DF
               CEP: 70097-900

Telefones: (61) 3348-1486 / 3348 1344

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Redes Sociais