Terça, 08 Março 2016 17:30

Instalações 10

1. Objetivo do Projeto

Gerenciar a realização dos projetos de gestão relacionados às obras, reformas e melhorias das instalações físicas que compõem o patrimônio do TRT da 10ª Região

 

2. Justificativa

As instalações do TRT da 10ª Região necessitam de diversas intervenções e adequações de forma a assegurar ao público interno e externo instalações modernas e funcionais, adequadas aos serviços.

Sendo assim, faz-se necessária o gerenciamento dos projetos referentes às obras e reformas a fim de garantir a otimização dos recursos orçamentários disponíveis e sua efetividade.

Ademais, no intuito de demonstrar o alcance do projeto estratégico Instalações 10, colaciono a seguir o Relatório do Estado Físico das Edificações do Tribunal elaborado pelo Núcleo de Manutenção e Projetos (data base: julho/2016):

Relatório do estado físico das edificações do Tribunal

Imóveis de Uso Especial - Próprios

Prédio de Apoio

Trata-se de um complexo formado por três edificações de médio porte, com área total de aproximadamente 5.266,10 m². O prédio A1 é utilizado para o armazenamento de processos judiciais. O prédio A2 conta com um elevador e é utilizado para abrigar a Escola Judicial. O prédio A3 é utilizado como almoxarifado e também para armazenar processos. A estrutura do complexo como um todo é classificada como razoável, sendo que o bloco A1 é o mais novo. A cobertura dos prédios, principalmente o A2 e o A3 está um tanto quanto desgastada, apresentando infiltrações localizadas durante o período de chuvas. As instalações elétricas e hidráulicas dos blocos A1 e A2 estão em bom estado. O bloco A3, que nunca foi reformado, é o que apresenta as maiores deficiências. O sistema de alarme e cerca elétrica do complexo é novo, assim como as câmeras instaladas no local. Existem problemas no antigo sistema de combate a incêndio, principalmente no bloco A3. A acessibilidade dos prédios está sendo refeita, para que se adeque às normas vigentes. As edificações não contam com sistema de aproveitamento de água e energia. A nota do complexo, com base nos levantamentos realizados para o Plano de Obras é 59,42%, onde 100% é um prédio em perfeito estado e 0% é um prédio com risco inerente de colapso total.

Foro de Brasília

Trata-se de um prédio de grande porte, com aproximadamente 23.000,52 m², em bom estado de conservação, utilizado para abrigar as Varas Trabalhistas de Brasília. A estrutura do prédio é classificada como boa. O prédio conta com cinco elevadores. Na cobertura e no pilotis do prédio está em execução a nova impermeabilização da estrutura, pois vinham ocorrendo sérios problemas de infiltrações no local. As instalações elétricas e hidráulicas são consideradas razoáveis. O sistema de alarme e combate a incêndio é atual, necessitando apenas de manutenção especializada. As câmeras de segurança e o Datacenter são novos. Existem problemas no escoamento de parte do esgoto e das águas pluviais. A edificação não conta com sistema de aproveitamento de água e energia. A nota do prédio, com base nos levantamentos realizados para o Plano de Obras é 79,94%.

Sede, Anexo I e Anexo II

Trata-se de um complexo formado por três edificações, somando o total de aproximadamente 19.380,96m². O Edifício Sede é a maior delas. Os três prédios abrigam a estrutura administrativa e judicial do 2º grau. A estrutura do complexo como um todo é classificada como razoável, sendo que o Anexo II é o mais novo. No Complexo Sede existem oito elevadores recém-instalados, sendo três no Anexo I, dois no Anexo II e três no Edifício Sede. Na cobertura dos prédios está sendo executada uma nova impermeabilização, pois vinham ocorrendo sérios problemas relacionados a infiltrações durante o período de chuvas. As instalações elétricas dos três prédios são bastante precárias, necessitando de uma reformulação geral. Observa-se a existência de quadros e tubulações bastante antigos, principalmente no Edifício Sede e Anexo I. Parte das instalações hidráulicas é nova. O sistema de câmeras de segurança e o Datacenter são completamente novos. Existem problemas no antigo sistema de combate a incêndio, que necessita de reformulação e adequação às normas vigentes. A acessibilidade dos prédios é razoável, necessitando uma revisão. As edificações não contam com sistema de aproveitamento de água e energia. A nota do complexo, com base nos levantamentos realizados para o Plano de Obras é 52,13%.

Futuro Foro de Taguatinga

Não existe edificação no local. Trata-se de um terreno cercado por um muro de placas de concreto pré-moldadas. Observa-se certa inclinação do lote. O terreno tem 4.000 m² de área.

Futuro Depósito de Bens de Consumo - Sobradinho

Não existe edificação no local. Trata-se de um terreno sem qualquer tipo de cercamento. Observa-se que o lote é plano. O terreno tem 7.392,58 m² de área.

Antigo Foro de Araguaína – em processo de devolução à SPU

Trata-se de uma edificação de pequeno porte com cerca 586,00 m² cuja estrutura encontra-se em péssimo estado de conservação, com risco de colapso. Após a verificação de uma série de trincas no local, foi realizada uma perícia que indicou a necessidade de reforço estrutural ou completa demolição da edificação. A edificação não conta com sistema de aproveitamento de água e energia. O sobrado atualmente se encontra interditado. A nota do prédio, com base nos levantamentos realizados para o Plano de Obras é inferior a 30,00%.

Foro de Araguaína

Trata-se de um prédio com 2.318,50 m², inaugurado em 2016 e em ótimo

estado de conservação, construído especificamente para abrigar o Foro de Araguaína. A estrutura do prédio é classificada como muito boa, contando inclusive com uma garagem e um estacionamento interno. A cobertura é em telhas de amianto com calhas metálicas. As instalações elétricas e hidráulicas são novas, contando inclusive com um grupo gerador. A edificação não conta com sistema de aproveitamento de água e energia. O sistema de alarme e combate a incêndio é atual. As câmeras de segurança são adequadas ao prédio. A nota do prédio é próxima dos 100%.

Foro de Palmas

Trata-se de um prédio de médio porte, com 3.453,80 m², razoavelmente novo e em bom estado de conservação, construído especificamente para abrigar o Foro de Palmas. A estrutura do prédio é classificada como muito boa, contando inclusive com dois estacionamentos internos (um semienterrado e outro descoberto). A cobertura é em telhas duplas com isolante térmico. Esporadicamente observa-se alguns problemas de infiltração. As instalações elétricas e hidráulicas são boas, contando inclusive com um grupo gerador. O sistema de alarme e combate a incêndio é atual. As câmeras de segurança são adequadas ao prédio. A edificação não conta com sistema de aproveitamento de água e energia. A nota do prédio, com base nos levantamentos realizados para o Plano de Obras é 96,83%.

Vara de Gurupi

Trata-se de uma edificação térrea, de pequeno porte, com 829,80 m², razoavelmente nova e em bom estado de conservação, construída especificamente para abrigar a Vara de Gurupi. A estrutura do prédio é classificada como boa, contando inclusive com um estacionamento interno com cobertura. A cobertura é considerada boa, esporadicamente observando-se alguns problemas de infiltração. As instalações elétricas e hidráulicas são boas. O sistema de alarme e combate a incêndio é adequado ao porte da edificação. A edificação não conta com sistema de aproveitamento de água e energia. Os sistemas de segurança são adequados ao prédio. A nota do prédio, com base nos levantamentos realizados para o Plano de Obras é 92,88%.

Futura Vara de Guaraí - Terreno

Não existe edificação no local. Trata-se de um terreno cercado parcialmente por um muro de placas de concreto pré-moldadas. Observa-se que o lote é plano. O terreno tem 2.700 m² de área.

Futura Vara de Dianópolis - Terreno

Está em curso a execução das obras da futura Vara de Dianópolis. Trata-se de uma edificação de pequeno porte, com área de aproximadamente 1.021,05 m². A obra foi retomada, após paralisação de cerca de três anos. A edificação não contará com sistema de aproveitamento de água e energia. O projeto contempla um estacionamento interno e um grupo gerador. Atualmente a obra encontra-se com 47,25% de execução.

Imóveis Alugados

Foro de Taguatinga

Trata-se de um prédio alugado de médio porte, com 3.310,84 m², razoavelmente novo e em bom estado de conservação, utilizado para abrigar o Foro de Taguatinga. A estrutura do prédio é classificada como boa, contando inclusive com dois níveis de garagem. A cobertura não apresenta problemas de infiltração. As instalações elétricas e hidráulicas são boas, contando inclusive com um grupo gerador. O prédio conta com dois elevadores novos. O sistema de alarme e combate a incêndio é atual. A edificação não conta com sistema de aproveitamento de água e energia. As câmeras de segurança são adequadas ao prédio. A nota do prédio é aproximadamente de 90,00% (ainda não houve uma avaliação completa no local).

Vara do Gama

Tratam-se de salas alugas em um prédio comercial, com área de 297,50 m², em razoável estado de conservação, utilizadas para abrigar a Vara do Gama. A estrutura do prédio é classificada como boa. As instalações elétricas e hidráulicas estão em razoável estado de conservação, sendo necessários reparos e ajustes. O prédio conta com um elevador. O espaço físico é limitado, gerando problemas na acomodação da Vara. A segurança e a acessibilidade do local são inadequadas. A edificação não conta com sistema de aproveitamento de água e energia. A nota do prédio, com base nos levantamentos realizados para o Plano de Obras é 49,05%.

Vara de Guaraí

Trata-se de um prédio com 415,00 m² alugado, razoavelmente novo e em bom estado de conservação, utilizado para abrigar a Vara de Guaraí. A estrutura do prédio é classificada como boa. As instalações elétricas e hidráulicas são novas, adequadas às demandas do Tribunal. Os sistemas de segurança são adequados ao prédio. A edificação não conta com sistema de aproveitamento de água e energia. A nota do prédio é aproximadamente de 85,00% (ainda não houve uma avaliação completa no local).

Vara de Dianópolis

Trata-se de um sobrado de 300,00 m² alugado, em razoável estado de conservação, utilizado para abrigar a Vara de Dianópolis. A estrutura da edificação é classificada como boa. As instalações elétricas e hidráulicas estão em razoável estado de conservação, sendo necessários reparos e ajustes. O espaço físico é limitado, gerando problemas na acomodação da Vara. A segurança e a acessibilidade do local são inadequadas. A edificação não conta com sistema de aproveitamento de água e energia. A nota do prédio, com base nos levantamentos realizados para o Plano de Obras é 51,11%.

Imóveis Cedidos

Futura Vara do Gama - Terreno

Não existe edificação no local. Trata-se de um terreno com 1.750 m² de área.

Imóveis Funcionais

Apartamento Funcional – SQN 304 – Bloco E n° 303

Trata-se de um apartamento com 268,38 m², localizado em uma zona nobre da

cidade, com piso em madeira, com cerâmica nas áreas molhadas, ambos em bom estado de conservação. As esquadrias estão razoavelmente conservadas, tendo sido revisadas há pouco tempo. As instalações elétricas e hidráulicas foram recentemente revisadas, estando em bom estado. As portas e esquadrias funcionam normalmente. A pintura está nova, assim como os vidros do local. Os banheiros possuem revestimento, bancadas, louças e acessórios antigos, porém em bom estado. A edificação não conta com sistema de aproveitamento de água e energia. Os armários existentes apresentam bom estado de conservação.

Apartamento Funcional – SQN 106 – Bloco C n° 206

Trata-se de um apartamento com 170,18 m² localizado em uma zona nobre da cidade. A edificação não conta com sistema de aproveitamento de água e energia.

Apartamento Funcional – SQN 402 – Bloco F n° 105

Trata-se de um apartamento com 119,17 m², localizado em uma zona nobre da cidade, com cerâmica no piso, em bom estado de conservação. As esquadrias estão razoavelmente conservadas. As instalações elétricas e hidráulicas foram recentemente revisadas, estando em bom estado. As portas e esquadrias funcionam normalmente. A pintura está nova, assim como os vidros do local. Os banheiros possuem revestimento, bancadas, louças e acessórios antigos, porém em bom estado. Os armários existentes na cozinha e banheiros são antigos, apresentando sinais de desgaste pelo tempo. A edificação não conta com sistema de aproveitamento de água e energia.

Apartamento Funcional – SQN 307 – Bloco F n° 506

Trata-se de um apartamento com 207,41 m² localizado em uma zona nobre da cidade. A edificação não conta com sistema de aproveitamento de água e energia.

 

3. Alinhamento Estratégico


Objetivo Estratégico: Melhorar a qualidade e segurança das instalações.

 

4. Escopo ou Finalidade

       Gerenciar os projetos de gestão relacionados às seguintes obras e reformas, no período de 2016/2018:

  • Entrega final da construção do Foro Trabalhista de Araguaína;
  • Execução da obra de construção da Vara do Trabalho de Dianópolis;
  • Reforma e reabertura do Restaurante do Ed. Sede;
  • Execução da obra de impermeabilização do Complexo Sede;
  • Reforma e adaptação das instalações conforme o projeto Humanizar;
  • Finalização do auditório do complexo da Escola Judicial;
  • Reforma e instalação da Lanchonete do Foro Trabalhista de Taguatinga;
  • Elaboração do projeto de construção do Foro Trabalhista de Taguatinga;
  • Elaboração do projeto de construção do depósito de Sobradinho;
  • Melhoria das Instalações da Vara do Trabalho do Gama.

 

 

5. Clientes do Projeto

Público interno e externo que utilizam das instalações do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região.

 

6. Cronograma

 

Descrição da Entrega

Data Início

Data Fim

Responsável

1 Entrega final da construção do Foro Trabalhista de Araguaína

24/9/2014

16/12/2016

DIGER

2 Execução da obra de construção da Vara do Trabalho de Dianópolis

9/10/2015

01/03/2018

DIGER

3 Reforma e reabertura do Restaurante do Ed. Sede

31/3/2016

28/10/2016

DIGER

4 Execução da obra de impermeabilização do Complexo Sede

2/5/2016

15/10/2016

DIGER

5 Reforma e adaptação das instalações conforme o projeto Humanizar

16/5/2016

16/12/2017

DIGER

6 Finalização do auditório do complexo da Escola Judicial

4/5/2016

24/8/2016

DIGER

7 Reforma e instalação da Lanchonete do Foro Trabalhista de Taguatinga

4/8/2016

18/12/2016

DIGER

8 Elaboração do projeto de construção do Foro Trabalhista de Taguatinga

01/02/2017

15/12/2017

DIGER

9 Elaboração do projeto de construção do depósito de Sobradinho

01/02/2017

15/12/2017

DIGER

10 Melhoria das Instalações da Vara do Trabalho do Gama

10/8/2016

16/12/2016

DIGER

 

7. Equipe

 

Responsável: Rafael Alves Bellinello (DIGER)


Nome

Lotação

1

Nazarena Kronemberger Monteiro de Castro DIGER

2

Thaís Alves Rabelo DIGER
 
 
 
 
 
 
 

8. Referência

 Processo SEI nº: 15.0.000003341-0

Última modificação em Terça, 08 Novembro 2016 18:45

CONTATO

Coordenadoria de Gestão Estratégica - CDEST

Endereço: Setor de Autarquias Sul, Quadra 1, Bloco "D", Anexo I, Sala 303
               Ed. TRT 10 - Brasília/DF
               CEP: 70097-900

Telefones: (61) 3348-1486 / 3348 1344

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Redes Sociais