Projetos Estratégicos (42)

1. Objetivo do Projeto

Ao fim deste projeto, espera-se que a Escola Judicial amplie a oferta de cursos na modalidade a distância e adesão dos magistrados e servidores do Tribunal a essa modalidade de ensino.

 

2. Justificativa

A jurisdição do TRT da 10.ª Região, Distrito Federal e Tocantins, por si só, já justifica a importância de ampliação da educação a distância no âmbito deste Regional.                    

Não bastasse isso, a Resolução CSJT n.º 159, de 27 de novembro de 2015, prioriza a educação a distância como diretriz da Política Nacional de Educação da Justiça do Trabalho.

Nessa mesma linha, considerando as restrições orçamentárias impostas pela Emenda Constitucional n.º 95, de 15 de dezembro de 2016, o Tribunal de Contas da União, mediante o Acórdão do Plenário n.º 2455/2019 (doc. SEI 1298811), recomendou a priorização da utilização do ambiente virtual nas ações de capacitação desta Justiça Especializada.

Por fim, e não menos importante, a crescente adesão à modalidade “teletrabalho”, também é uma das recomendações do Acórdão acima, regulamentada no âmbito deste Regional pela Portaria PREDIGER n.º 31, de 24 de outubro de 2018, o que exige a ampliação de ações educacionais a distância, uma vez que estes servidores não frequentam as instalações do Tribunal para exercerem suas atribuições.

 

3. Alinhamento Estratégico

Este projeto se vincula ao Objetivo Estratégico nº  5: Melhorar a comunicação institucional.

4. Escopo ou Finalidade

Ações de formação inicial, continuada e de formação de formadores ofertadas no ambiente virtual da Escola Judicial, no âmbito do TRT da 10.ª Região.

 

6. Cronograma

 

7. Equipe

 

 Gestora do Projeto: Carolina França Noleto Taveira (SEJUD)

 

Nome

Unidade

Cargo / Função

Telefone(s)

E-mail

Carolina  França Noleto Taveira

SEJUD

Chefe de Seção de EAD

  3348 1870 

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

José Soares Júnior

SEJUD

Chefe de Seção EAD substituto

 3348 1870 

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

João Batista  Português Júnior

SEJUD

Secretário Executivo da Escola Judicial

 3348 1870 

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.


 

8. Custos

Não envolve custos.

 

9. Referência

 Processo SEI nº: 0002212-51.2020.5.10.8000.

 

Segunda, 19 Outubro 2020 16:09

Gestão de Normativos Internos

1. Objetivo do Projeto

Com a implementação do projeto de gestão dos atos normativos internos busca-se:
- a modernização, aprimoramento e padronização tanto dos próprios atos, como dos procedimentos relacionados à elaboração e vigência dos atos normativos;
- maior transparência das normas internas;
- facilitar a interpretação e a aplicação dos normativos internos, evitando equívocos;
- estabelecer sequência numérica única dos atos e definir as unidades responsáveis pela publicação e controle das normas (vigência, etc), contribuindo para a eficiência na aplicação e resultados advindos de sua utilização;
- dotar o Tribunal de um sistema mais eficiente de controle e busca dos normativos internos;
- maior eficiência na gestão documental; - otimizar a utilização do sistema SEI;
- facilitar a correta propagação, percepção, identificação da marca TRT 10ª Região com a consolidação de um conjunto de recomendações e normas essenciais para sua utilização;
- facilitar o alinhamento e padronização dos procedimentos levados a cabo pelas comissões processantes, apresentando alternativas mais seguras para sua atuação.

 

2. Justificativa

No âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região a elaboração de normas internas é diluída entre as diversas unidades, não havendo regras definidas para a elaboração, controle, numeração e publicação. Assim, não há uniformidade na produção dos normativos internos, bem como inexiste numeração única para cada tipo de ato ou designação formal de responsável ou veículo onde deve haver a publicação. Nesse cenário, não é difícil vislumbrar equívocos na aplicação de normas, seja pela dificuldade de entendimento ou, ainda, por se encontrarem revogadas, derrogadas; desatualizadas ou não publicadas.


Desta forma, a edição de norma de gestão de atos normativos, além de manuais de redação e de boas práticas no Sistema SEI seriam importantes mecanismo de aperfeiçoamento na elaboração das normas internas e na tramitação de documentos e processos.


Quanto ao estabelecimento de plano de classificação e tabela de temporalidade próprios, não obstante a utilização dos artefatos do TST, podem haver questões específicas deste Regional que não sejam tratadas nos normativos dos órgãos superiores, sendo importante avaliar a eventual criação de parâmetros e regras específicas para o Tribunal.


No que concerne à edição de manual de identidade visual do tribunal, verifica-se que não há regras formalizadas para a utilização da marca TRT 10ª Região.


Já em relação à edição de manual de processo administrativo disciplinar e sindicância do Tribunal, tem sido observada uma dificuldade das comissões processantes em conduzir corretamente as Sindicâncias e os Processos Administrativos Disciplinares, emergindo a necessidade de reflexão sobre a edição de normativo interno da espécie.

 

 

3. Alinhamento Estratégico

Este projeto se vincula ao Objetivo Estratégico nº 7: Fortalecer os processos de governança.

 

4. Escopo ou Finalidade

- Responsabilidade pela numeração, publicação e controle (vigência) dos atos normativos;
- Estabelecimento de numeração única dos atos normativos de mesma espécie;
- Padronização dos atos normativos de mesma espécie, com a definição, entre outras coisas, da necessidade ou não de ementa, considerandos ou outros elementos verificados nas normas internas;
- Adoção de manuais já existentes em outros órgãos ou a documentação em manuais internos dos padrões estabelecidos (Manuais de Redação, PAD, Identidade Visual, Plano de Classificação de Documentos e Tabela de Temporalidade de Documentos);
- Verificação da existência de sistema de controle e busca mais eficiente que o hodiernamente utilizado.


 

6. Cronograma

 

7. Equipe

 

 Gestor do Projeto: Wagner Azevedo da Silva

 

Nome

Unidade

Cargo / Função

Telefone(s)

E-mail

Wagner Azevedo da Silva

SECOI

Secretário da SECOI

3348-1252

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Luciana Padula Jannuzzi

ASPRE

Assessora da Presidência

9924-4277

 Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Júlio César de Souza Costa

NUJUR

Chefe do NUJUR

3348-1490

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Joana Angelica Correia da Silva

NUDOC

 

Chefe do NUDOC

3348-1480

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Elaine Fonseca de Andrade

NUCOM

Chefe do NUCOM

3348-1362/1402

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Vander Luiz da Conceição

CDSIS

Coordenador da CDSIS

3348-1266/1454

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.


 

8. Custos

Não envolve custos.

 

9. Referência

 Processo SEI nº: 0002631-71.2020.5.10.8000.

 

Segunda, 03 Agosto 2020 16:19

Alinhamento Estratégico

1. Objetivos do Projeto

  • Realizar com qualidade e de forma tempestiva as atividades de contribuição para a elaboração da estratégia da Justiça do Trabalho para o período de 2021-2026;
  • Elaborar novo Plano Estratégico do TRT 10, alinhado aos Planos Nacionais do Poder Judiciário (Resolução CNJ nº 325/2020) e da Justiça do Trabalho (em processo de elaboração, em conformidade com a Resolução CSJT nº 259/2020).
  • Implantar um Modelo de Alinhamento Estratégico para o TRT 10, nos termos da Resolução CSJT nº 259/2020, onde estejam demonstradas as integrações entre iniciativas, projetos, indicadores e metas, bem como as relações de causa e efeito, dos vários planos intraorganizacionais com a estratégia do Tribunal.

 

2. Justificativa

CONTEXTO INTERNO:

O processo de planejamento estratégico no TRT 10 teve início em 2009, acompanhando determinação do Conselho Nacional de Justiça, por meio da qual os Tribunais do Brasil estabeleceram planos estratégicos alinhados à estratégia nacional.

Após mais de uma década do início desse processo, o TRT 10 atinge hoje um nível de maturidade em que ficam evidentes os ganhos que ainda podem ser obtidos com a gestão estratégica. É necessário haver um direcionamento claro e critérios bem definidos para o aproveitamento dos recursos, cada vez mais escassos. 

Não se pode mais prescindir da utilização plena do potencial da gestão estratégica para o impulsionamento de mudanças reais e significativas na instituição.  

Estando próximos da finalização do 2º Plano Estratégico, com vigência de 2015 a 2020, a experiência nos levou a perceber que o maior desafio está no monitoramento dos avanços estratégicos, ou seja, na verificação se as mudanças planejadas estão de fato acontecendo e se as estratégias estão bem direcionadas. E se estamos, coletivamente, contribuindo para as estratégias definidas. Isso se torna particularmente importante no contexto atual de imprevisibilidade, em que temos que permanentemente questionar nossas estratégias e seus resultados.

É notório que a função planejamento está largamente difundida nas áreas, até mesmo por força de normativos provenientes dos Conselhos Superiores. Entretanto, também é fácil notar que a função acompanhamento, feita por meio de indicadores e metas, carece de consistência e objetividade em alguns aspectos, parecendo desconectada da estratégia institucional.

Algumas questões podem ser identificadas e justificam o esforço deste Projeto:

  • A necessidade de atender às demandas dos Órgãos Superiores (Conselhos Superiores e Tribunal de Contas da União), que nos cobram resultados de forma específica (ou seja, o Plano Estratégico deve ser demonstrado com todas as suas conexões);
  • O desalinhamento da Gestão das Unidade em relação à Estratégia do Tribunal, o que leva à percepção de que o Planejamento Estratégico é uma ferramenta à parte do cotidiano institucional;
  • A dificuldade de acompanhar projetos e iniciativas das áreas por falta de indicadores, por comunicação deficiente e pela ausência de comandos ou de formalizações que configurem a conexão com a Estratégia;
  • A dificuldade de identificar e acompanhar indicadores estratégicos, justamente porque não estão bem configuradas as junções com outros planos, projetos, ações e indicadores.

 

 

Como benefícios do Projeto, espera-se:

  • Plano Estratégico que realmente funcione como uma ferramenta de alavancagem de mudanças institucionais, espelhando os esforços e proporcionando direcionamentos e priorizações de ações; Sinergia entre ações, iniciativas, projetos e programas;
  • Melhoria da comunicação técnica institucional, por meio do desenvolvimento da cultura de monitoramento de indicadores; Maior alcance de objetivos e metas do Tribunal; Elaboração de um Plano Estratégico mais focado e específico, englobando áreas essenciais (orçamento, TI, riscos, gestão de pessoas, sustentabilidade, aquisições sustentáveis, etc.);
  • Melhorar aproveitamento do tempo das pessoas, com menos retrabalho e maior foco nos projetos estratégicos;
  • Melhorar atuação sistêmica das unidades;
  • Melhorar a integração entre as áreas.

 

CONTEXTO EXTERNO:

Nacionalmente, o desenvolvimento da gestão estratégica também se tornou evidente nos últimos anos. O alinhamento estratégico dos Tribunais Trabalhistas com a estratégia nacional está consolidado por meio de práticas participativas e cíclicas e normativos do Conselho Nacional de Justiça e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho.

 

3. Alinhamento Estratégico

Este projeto se vincula ao Objetivo Estratégico nº 7: Fortalecer os processos de governança.

4. Escopo ou Finalidade

 

O escopo do Projeto abrange:

•       Identificação e análise dos planos intraorganizacionais e das esferas de alinhamento a serem consideradas para alinhamento; 

•       Revisão dos indicadores estratégicos e gerenciais, identificando, criando e/ou melhorando os indicadores atuais para o próximo Plano Estratégico;

•       Alinhamento por meio de iniciativas, projetos e indicadores dos planos intraorganizacionais; 

•       Elaboração participativa do Plano Estratégico do TRT 10 para os anos de 2021 a 2026, em consonância com o Plano Estratégico do Poder Judiciário (Res. CNJ nº 325/2020) e com o Plano Estratégico da Justiça do Trabalho, a partir das diretrizes da Resolução CSJT nº 159/2020 (Modelo de Gestão Estratégica da Justiça do Trabalho).

•       Realização de atividades para gerar contribuições à elaboração do Planejamento Estratégico da Justiça do Trabalho 2021-2026.

 

 

ESCOPO DO CONTEÚDO DO PLANO ESTRATÉGICO DO TRT 10 

O alinhamento estratégico dos Tribunais Trabalhistas com a estratégia da Justiça do Trabalho tem suas balizas delimitadas pela Res. CSJT nº 259/2020, in verbis:

 “Art. 20. Os planos estratégicos dos Tribunais Regionais do Trabalho observarão o conteúdo temático dos objetivos estratégicos da Justiça do Trabalho. (...)

 Art. 22. O alinhamento ao PE-JT se dá por contribuição, da seguinte forma:

  • a Missão deve ser idêntica à da Justiça do Trabalho;
  • os objetivos estratégicos devem estar relacionados aos objetivos da Justiça do Trabalho de acordo com as especificidades do Tribunal Regional do Trabalho, sem necessidade de replicação textual, garantido, contudo, que comportem os indicadores e metas da Justiça do Trabalho; III - os valores, os indicadores e as metas da Justiça do Trabalho devem ser replicados nos planos estratégicos do Tribunais Regionais do Trabalho, sem prejuízo do acréscimo de outros relacionados às especificidades do respectivo Tribunal e aos objetivos estratégicos específicos a seus planos. 

 Art. 23. Na elaboração dos planos estratégicos, os tribunais devem considerar as Resoluções, Recomendações e Políticas Judiciárias instituídas pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho voltadas à concretização da Estratégia.”

 

6. Cronograma

 

7. Equipe

 

 Gestora do Projeto: Fabiana Santos (CDGES)

Nome

Órgão

Cargo / Função

Telefone(s)

E-mail

Fabiana Santos

TRT 10 

Coordenadora de Governança e Gestão Estratégica

61- 33481418

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Cleuton Monteiro

TRT 10 

Assistente de Gestão Estratégica

61- 33481344

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Julio Cesar Santos

TRT 10

Servidor da CDGES, responsável pelos indicadores institucionais

61-33481486

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Danilo Correia

TRT 10

Chefe do Escritório de Projetos Estratégicos

61-33481344

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Lisane Patusco

TRT 10

Chefe do Setor de Governança Institucional

61-33481486

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

8. Custos

Não envolve custos.

 

9. Referência

 Processo SEI nº: 0002660-24.2020.5.10.8000.

 

Terça, 19 Janeiro 2016 19:01

Projetos Estratégicos

Os projetos estratégicos são iniciativas e ações que trazem resultados para que a Instituição a atinja os seus objetivos. 

 

Portfólio de Projetos

 

O conjunto de projetos, programas e ações compõem o Portfólio de Projetos Estratégicos (art. 1º da RA 89/2014).

 

I. Projetos em andamento

 

 

 

 II. Projetos não iniciados 

  • Ampliar soluções que gerem impacto na efetividade das execuções trabalhistas, com foco na automação.
  • Ampliar e aprimorar a utilização dos métodos consensuais de solução de conflitos.
  • Implementar estudos para a implantação de novo horário de funcionamento do Tribunal e do atendimento ao público. 
  • Implementar diretrizes e inovações para assegurar qualidade e segurança das instalações do TRT10
  • Implantar e manter os sistemas nacionais.
  • Formação continuada para magistrados e servidores.
  • Definir e Implementar a Política de Gestão de Pessoas
  • Elaborar e implementar o Plano Estratégico de Gestão de Pessoas, 
  • Elaborar Plano de Contingência para reposição da força de trabalho

 

 III. Projetos Concluídos

  1.    Gestão Planejada 
  2.    Pje no TRT 10
  3.     Instalações 10
  4.     Banco de Boas Práticas de Execução
  5.     Gestão por Competências
  6.     IGov-Geral
  7.     Política de Comunicação do TRT 10
  8.     TRT Responsável
  9.     Descarte Consciente
  10.     Contratação de Empresa Especializada em Gerenciamento de Doenças Crônicas
  11.     Atualização do Regulamento Geral de Secretaria
  12.     Novo Site do TRT10 
  13.     Sistema de Custos   
  14.     Criação do Índice de Integração e Visão Sistêmica
  15.    Segurança 10

 

 IV. Iniciativas Estratégicas

 São ações que, juntamente com os projetos, contribuem para o atingimento dos Objetivos Estratégicos.

1. Objetivos do Projeto

Otimizar os recursos orçamentários disponíveis, de forma a viabilizar a manutenção da atual Sede, em condições adequadas, de forma a mitigar riscos ao seu público interno e externo. Afastar risco de incêndio e garantir segurança às instalações e pessoas. Apresentar o Plano de Prevenção Contra Incêndio e Abandono – PPCIA, documento exigido pela Norma Técnica n. 07/2011 do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal. Implementar medidas paliativas e de contingência até que haja previsão orçamentária para efetivação da solução definitiva.

 

2. Justificativa

O objetivo deste projeto é a manutenção do edifício Sede atual do TRT da 10ª  Região buscando uma edificação segura para atendimento às demandas trabalhistas. 

Minimizar os riscos e atualizar os sistemas de combate a incêndio com vistas a reduzir os riscos existentes no Edifício Sede, buscando a segurança do público interno e externo, em consonância com o planejamento estratégico do Tribunal.

 

 

3. Alinhamento Estratégico

Este projeto se vincula ao Objetivo Estratégico nº 6: Melhorar a qualidade e segurança das instalações. 

 

4. Escopo ou Finalidade

O escopo deste projeto é a reestruturação elétrica (quadros, disjuntores, cabeamento) e do sistema de combate a incêndio (bombas, quadros, hidrantes, sprinklers, sensores). 

Até este estágio o NUMAN utiliza o contrato de manutenção predial (SEI 18.0.000008664-5) para as ações em curso. Sob a gestão do NUPRO se encontra a confecção de projetos (arquitetônico, elétrico e de combate a incêndio), com base no SEI 18.0.000005007-1 (escritório de projetos), SEI 18.0.000003647-8 (combate a incêndio) e 15.0.000009431-2 (elétrico).  

Ação da SCSEG para apresentação e execução do Plano de Prevenção Contra Incêndio e Abandono – PPCIA.

 

6. Cronograma

 

7. Equipe

 
 

 Responsável: Rafael Alves Bellinello (DIGER)

 

Equipe

Presidência do TRT da 10ª Região

DIGER

SEADM

SEORF

SETIN

SCSEG

CDINF

NUMAN

NUPRO


8. Custos

 

Os valores estimados alcançam R$ 1.400.000,00. O detalhamento será preciso na efetivação dos projetos a confeccionar.

Item

Descrição

Valor R$

01

Projeto arquitetônico

90.000,00

02

Projetos elétricos

111.012,67

03

Projetos de combate a incêndio e detecção

198.881,36

04

Execução elétrica

500.000,00

05

Execução de combate a incêndio

500.000,00

Obs.: valores de julho/2019. 

 

9. Referência

 Processo SEI nº: 0001913-74.2020.5.10.8000

 

1. Objetivo do Projeto

Este projeto tem por objetivo elaborar proposta de texto atualizado para o Regulamento Geral de Secretaria, a ser submetido à deliberação do egr. Tribunal Pleno, em cumprimento ao Art. 47, caput e § 1º, da Resolução Administrativa nº 17/2019, considerando o atual Organograma do TRT 10, descritivo do Anexo I da referida RA.

 

2. Justificativa

Com a edição da Resolução CNJ nº 219, de 26/4/2016, o TRT 10 iniciou estudos quanto a estrutura funcional do Tribunal às adequações deliberadas pelo Conselho Nacional de Justiça.

Após intenso período de discussões, foi aprovada a Resolução Administrativa nº 70/2017, com alterações significativas no quantitativo de servidores e de funções comissionadas no sentido de favorecer o 1º grau de jurisdição, sem, contudo, atender de forma completa ao que preconiza a Resolução CNJ nº 219/2016, apesar de se ter alcançado um consenso quanto às modificações institucionalmente viáveis naquele momento.

Está disposto na RA nº 70/2017:

Art. 6.º A Presidência do Tribunal submeterá ao egr. Tribunal Pleno, até o mês de setembro de 2018, proposta de Anteprojeto de Lei objetivando implementar as mudanças remanescentes na estrutura funcional, correspondentes à segunda etapa da proposta examinada na ocasião da edição desta Resolução, observando os exatos contornos e limites aprovados em Sessão.

Art. 7.º A Presidência do Tribunal deverá, até 30 de junho de 2018, apresentar estudos complementares referentes à reestruturação geral do Tribunal, valendo-se, para tanto, de projetos anteriores já desenvolvidos pela Administração, em especial do projeto denominado “TRT Moderno”, e da proposta elaborada pelo Exmo. Desembargador Alexandre Nery Rodrigues de Oliveira, apresentada nos autos do processo eletrônico SEI nº 17.0.000003222-0.

§1.º Os estudos de que trata o caput poderão considerar, dentre outras que se mostrem adequadas, as seguintes premissas:

I - redefinição da figura do Diretor de Secretaria de Vara do Trabalho, nível CJ-03;
II - eliminação das Funções Comissionadas de nível FC-02 nos dois graus de jurisdição;
III - redução do nível remuneratório das Funções Comissionadas destinadas as Calculistas, atualmente fixadas em FC-04.

§2.º Havendo aprovação dos estudos mencionados no §1.º, e na hipótese de ser necessário Projeto de Lei, tal encaminhamento deverá se dar em conjunto com aquele previsto no artigo anterior.

Conforme apurado com gestores do biênio 2018/2020, a fim de atender aos referidos artigos, a Presidência criou grupo de trabalho informal para estudo complementar em que se buscou reorganizar funções comissionadas, cargos em comissão e Unidades funcionais da área administrativa, tentando, ainda, consolidar dados e históricos para os quais não havia registro formal, tendo tal estudo culminado com a aprovação da RA nº 17/2019.

Importante ressaltar que, diante da manifestação do Comitê Gestor Regional de Atenção Prioritária ao 1º Grau de Jurisdição da 10ª Região (id. 0961756) no sentido de que ainda não havia subsídios suficientes para se repensar as modificações já ocorridas na área judiciária, em virtude da RA nº 70/2017, o estudo realizado para a RA nº 17/2019 não contemplou os incisos I, II e II do § 1º do art.7º, da RA nº 70/2017, tampouco o disposto no § 2º do mesmo artigo.

Diante das informações conforme devidamente exposto na RA nº 17/2019, restaram pendentes de impulsionamento as determinações dos artigos, abaixo transcritos, dessa RA:

Art. 47. Todas as unidades constantes do Organograma descritivo (Anexo I), observados o prazo e os critérios estabelecidos pelo Comitê de Gestão de Riscos, deverão encaminhar à Secretaria-Geral da Presidência (SGPRE) a descrição pormenorizada de suas respectivas responsabilidades, atribuições e/ou atividades desempenhadas ou que possam vir a desempenhar.

§1.º Cumprida a etapa objeto do caput  , a Presidência do TRT deverá constituir um Grupo de Trabalho, fixando-lhe um prazo para consolidar os trabalhos apresentados pelas unidades orgânicas do Tribunal e revisar a proposta do novo Regulamento Geral de Secretaria, a ser submetido à deliberação do egr. Tribunal Pleno, com a finalidade de ajustar as rotinas internas de trabalho segundo as estruturas instituídas e as novas vinculações hierárquicas determinadas.

§2.º Aprovado o novo Regulamento Geral de Secretaria pelo egr. Tribunal Pleno, a Presidência do TRT 10 fixará prazo e condições para que as unidades orgânicas do Tribunal elaborem a descrição dos seus respectivos processos de trabalho, inclusive, se necessário, mediante o auxílio de consultoria externa.

§3.º A elaboração da descrição dos processos de trabalho de que trata o parágrafo anterior ocorrerá sob a supervisão e a orientação da Coordenadoria de Governança e Gestão Estratégica (CDGES) e da Escola Judicial (EJUD) do Tribunal, sem prejuízo da participação de outras unidades orgânicas, conforme deliberação do Presidente do TRT.

Art. 49. Até o dia 30 de junho de 2019 a Presidência do Tribunal deverá encaminhar ao egr. Pleno proposta de Projeto de Lei para a implementação da segunda etapa da RA nº 70/2017, conforme previsto em seu artigo 6º, ou proposta alternativa, depois de ouvido o Comitê Gestor Regional de Atenção Prioritária ao Primeiro Grau de Jurisdição da 10ª Região (CGR1G).

Art. 50. Até o dia 30 de julho de 2019 a Corregedoria Regional deverá realizar estudos conclusivos sobre os resultados alcançados pela Central de Assessoria de Apoio ao Primeiro Grau de Jurisdição (CTAP1), em decorrência do Provimento nº 1/2017 da Corregedoria Regional e, se necessário, editar novo Provimento dispondo sobre a forma de atuação da referida unidade, conforme previsto no § 3º do artigo 4º da RA nº 70/2017.

Art. 51. Até o dia 30 de janeiro de 2020 a Corregedoria Regional deverá apresentar estudos conclusivos sobre a avaliação de desempenho prevista na parte final do § 3º do artigo 4º da RA nº 70, com o objetivo de oferecer subsídios à revisão bienal das medidas para a implantação da Resolução nº 219/2016 do Conselho Nacional de Justiça e que resultou na RA nº 70/2017.

 

Assim, constata-se a necessidade de se retomar o assunto e os impulsionamentos para que as Resoluções mencionadas sejam devidamente cumpridas.

 

3. Alinhamento Estratégico

Este projeto se vincula ao Objetivo Estratégico nº 9: Promover a melhoria da gestão de pessoas, da saúde e da qualidade de vida.

 

4. Escopo ou Finalidade

O projeto terá como base a estrutura administrativa aprovada por meio da Resolução Administrativa nº 17/2019 – não serão objeto de estudo simulações para eventual proposta de alteração da estrutura funcional.


 

6. Cronograma

 

7. Equipe

 

 Gestora do Projeto: Rosana Oliveira de Aragão Sanjad

 

 

Nome

Unidade

Cargo / Função

Telefone(s)

E-mail

Rosana Oliveira de

Aragão Sanjad

SGPRE

Secretária-Geral da Presidência

99645-2742 / 3348-1110

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Tales Ronca

SGPRE

Assistente da Presidência

3348-1110

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Lúcia de Fátima da Silva Alves

SGPRE

Assistente da Presidência

3348-1110

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Joana Angélica Correia da Silva

NUDOC

Chefe do Núcleo de Gestão Documental

3348-1480

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Michelle Andrade Baião

SCCER

Chefe da Seção de Cerimonial e Eventos

3348-1363

 michelle.baiao  @trt10.jus.br

Camila Oliveira Fonseca

SCCER

Técnico Especializado

3348-1363

 camila.fonseca  @trt10.jus.br

Luciana Padula Jannuzzi

ASPRE

Assessora da Presidência

3348-1110

 l ucia  na.jan  n  uzz i @trt10.jus.br

Simone Coimbra da Silva

GBPRE

Gabinete da Presidência

3348-1110

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.


 

8. Custos

Não envolve custos.

 

9. Referência

 Processo SEI nº: 0002667-16.2020.5.10.8000.

 

1. Objetivo do Projeto

-Aglutinar comitês e comissões que tenham afinidades temáticas;
-Fixar a composição dos comitês e comissões aglutinados;
-Fixar o funcionamento dos comitês e comissões aglutinados;
-Desonerar parcialmente os membros que compõem os comitês e comissões aglutinados, permitindo-se a convocação somente de membros específicos afetos à pauta e ao objeto da reunião designada.

 

2. Justificativa

O extenso número de comitês, comissões e grupos de trabalho existentes no TRT10ª Região, cujas composições envolvem, em sua maioria, desembargadores, juízes e servidores da alta administração do Tribunal e, considerando a acentuada diminuição da força de trabalho verificada no serviço público em geral, faz-se necessário o estudo sobre a possibilidade de aglutinação de referidos comitês/comissões/grupos de trabalho, a fim de possibilitar a diminuição do quantitativo existente, com a revisão de composições, atribuições e forma de funcionamento.

 

3. Alinhamento Estratégico

Este projeto se vincula ao Objetivo Estratégico nº 7: Fortalecer os processos de governança.


4. Escopo ou Finalidade

O projeto tem como escopo promover a diminuição do número de comitês/comissões/grupos de trabalho vigorantes no Tribunal, mediante a aglutinação daqueles que guardam afinidade temática; fixar-lhes a composição e a forma funcionamento.

 

6. Cronograma

 

7. Equipe

 

 Gestora do Projeto: Bettânia Pereira Nóbrega Morato (GDBSR)

 

Nome

Órgão

Cargo / Função

Telefone(s)

E-mail

Luciana Jannuzzi

PRESIDÊNCIA

Assessora

3348-1312

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Bettânia Pereira Nóbrega Morato

 

GDBSR

Assessora

3348-1228

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Rosana Oliveira Aragão Sanjad

 

Secretaria-Geral da Secretária-Geral da Presidência

Assessora da Presidência

3348-1110

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. de

Paula da Silva Bordoni

Secretaria-Geral Judiciária

Secretária-Geral Judiciária

3348-1477

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Fabiana Alves de Souza dos Santos

Coordenadoria de Governança e Gestão Estratégica

Coordenadora 

3348-1344

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Gustavo de Almeida Rocha

Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação

Secretário

3348-1256

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Rafael Bellinello

Diretoria Geral Diretor Geral 3348-1137 Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Des. Mário Caron

Comissão Sócioambiental  Presidente 3348-1240 Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
 

 

8. Custos

Não envolve custos.

 

9. Referência

 Processo SEI nº: 0002525-12.2020.5.10.8000.

 

Segunda, 03 Agosto 2020 14:08

Integração de Sistemas

1. Objetivos do Projeto

  • Aprimorar a utilização do Tableau em todas as unidades do Tribunal como ferramenta gerencial.
  • Finalizar os sistemas locais de apoio ao PJe: e-Carta e CPTEC.
  • Ampliar os sistemas de transmissão simultânea de videoconferência para todos os pontos do TRT10.
  • Concluir a implantação da Wiki corporativa do Tribunal.

2. Justificativa

Esse projeto justifica se em função da necessidade de que as soluções de tecnologia da informação sejam efetivamente concluídas e que sejam integradas de forma a prover melhorias na execução dos processos de
negócio.

 

3. Alinhamento Estratégico

Este projeto se vincula ao Objetivo Estratégico nº  11: Aprimorar a infraestrutura e a governança de TIC.

4. Escopo ou Finalidade

O escopo do projeto compreende o Tableau, os sistemas locais de apoio ao PJe, e Carta e CPTEC, a videoconferência e a ferramenta de colaboração corporativa (Wiki).

 

6. Cronograma

 

7. Equipe

 

 Gestor do Projeto: Edson Mateus de Sousa (CDTEC)


NOME

PAPEL

TELEFONE

E-MAIL

SEGEP

Parte interessada/Área de Negócio

 

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

SGJUD

Parte interessada/Área de Negócio

 

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

CDSIS

Partes interessadas

 

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Gustavo de Almeida Rocha

Patrocinador do Projeto

3348-1220

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Edson Mateus de Sousa

Gerente do Projeto

3348-1248

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Nilton Lacerda Wanderlei

Representante da DIESP

3348-1358

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Jorge Alexandre Martins

Representante da CDSUP

3348-1499

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Vander Luiz da Conceição

Representante da CDSIS

3348-1454

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Cristiano Pedreira Góes

Equipe Técnica do Projeto

3348-1280

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Márcio Eduardo Araya

Equipe Técnica do Projeto

3348-1280

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Marcelo Dantas Júnior

Equipe Técnica do Projeto

3348-1280

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Roberta Alves Fernandes Wolff

Integrante administrativo

3348-1280

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Andre Luís Ramos da Mata

Equipe Técnica do Projeto

3348-1159

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Edras Claudino do Amaral

Equipe Técnica do Projeto

3348-1159

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

João Batista de Siqueira

Equipe Técnica do Projeto

3348-1159

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Fernanda Lícia Gurgel Fernandes Lima

Equipe Técnica do Projeto

3348-1159

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

8. Custos

Não envolve custos.

 

9. Referência

 Processo SEI nº: 0002382-23.2020.5.10.8000.

 

1. Objetivos do Projeto

  • Avaliar e racionalizar o uso dos recursos orçamentários utilizados nos contratos de prestação de serviços terceirizados, identificando alternativas que tornem os contratos mais eficientes e econômicos, com a otimização da produtividade da mão de obra terceirizada;
  • Atender às novas demandas por postos terceirizados, em áreas essenciais e estratégicas, sem a necessidade de aumento de despesas para o TRT10;
  • Verificar a viabilidade de implantação de almoxarifado virtual, de modo a imprimir maior eficiência na gestão de materiais;
  • Implementar as alternativas identificadas, de modo a alcançar, de forma efetiva, os resultados almejados.

2. Justificativa

O Projeto justifica-se em razão da necessidade de racionalizar e revisar os contratos e a gestão de materiais de consumo no âmbito do TRT10, de modo a otimizar o uso dos recursos financeiros aplicados, observados os efeitos da Emenda Constitucional 95/2016 (Novo Regime Fiscal ou “Teto de Gastos”).

 

3. Alinhamento Estratégico

Este projeto se vincula ao Objetivo Estratégico nº 8: Melhorar a qualidade do gasto público.

4. Escopo ou Finalidade

  • Contratos de prestação de serviços com mão de obra terceirizada;
  • Gestão das aquisições de materiais de consumo;
  • Atividades de gestão e fiscalização de contratos de mão de obra terceirizada.

 

6. Cronograma

 

 

7. Equipe

 
 

 Responsável: Susan Carla Lavarini dos Santos (SEORF)

 

Nome

Órgão

Cargo / Função

Telefone(s)

E-mail

Gilvan Silva Pereira Ramos

SEADM

Secretário

3348-1416

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Daniel Borges Beú

NUAQS

Chefe de Núcleo

3348-1238

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Antonio Carlos Pereira dos Santos

NUCOT

Chefe de Núcleo

3348-1428

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Anderson dos Santos Almeida

NULIC

Chefe de Núcleo

3348-1265

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Anderson Roberto Magalhães de Souza

NULOG

Chefe de Núcleo

3348-1860

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Felipe Barreto Coutinho de Lima

STPLA

Chefe de Setor

3348-1459

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.


8. Custos

Não envolve custos.

 

9. Referência

 Processo SEI nº: 0001897-23.2020.5.10.8000.

 

Página 1 de 2

CONTATO

Coordenadoria de Governança e Gestão Estratégica - CDGES

Endereço: Setor de Autarquias Sul, Quadra 1, Bloco "D", Anexo I, Sala 303
               Ed. TRT 10 - Brasília/DF
               CEP: 70097-900

Telefones: (61) 3348-1486 / 3348 1344

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 

MAPA DO SITE